Transtornos Alimentares


Certamente vocês já ouviram falar sobre Transtornos Alimentares.


Porém, o que vem à mente diz respeito somente à anorexia e à bulimia, mas existem outros tão graves quanto.


A nossa relação com a comida, desde muito cedo, é bem emocional: comemos um doce quando estamos tristes, fazemos um churrasco para comemorar, nos agradamos com algo gostoso quando estamos chateados, comemos qualquer coisa para lidar com a ansiedade, e por aí vai.


Acontece que muitas vezes essa relação emocional com a comida (a alimentação) se torna problemática e precisa ser trabalhada. E é aí que estão os famosos Transtornos Alimentares.


Os Transtornos Alimentares normalmente se apresentam pela primeira vez na infância e na adolescência e podemos dividi-los em dois momentos: na 1° infância, onde há a alteração na relação da criança com a alimentação, sem relação com o peso e a imagem corporal, mas que trás prejuízos para o crescimento/desenvolvimento da criança; e num momento mais tardio, já com a preocupação com o peso e a imagem corporal.


Nessa nova série de postagens nós vamos abordar vários tios de Transtornos Alimentares e suas características.


Contem pra gente nos comentários se vocês conhecem algum Transtorno Alimentar.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo