Objeto transicional (ou a famosa toalhinha)

Atualizado: 4 de ago. de 2020




Toda criança tem um objeto de grande apego emocional. ⠀

Seja um cobertor, um paninho, um bicho de pelúcia ou qualquer outra coisa, o objeto de transição será levado para todos os lugares, principalmente para a cama à noite. ⠀


Mas finalmente, o quais são os objetos de transição? ⠀


Os objetos que uma criança é elegível para a conta da ausência de mãe. ⠀


Ao nascer, um bebê não tem noção de que ele e sua mãe são diferentes, mas com o passar dos meses e com os cuidados da mãe, a criança começa a sentir-se confiante para explorar o mundo à sua volta e começa a perceber como um indivíduo separado da mãe. ⠀


Nesse momento, a criança percebe também que a mãe pode se sentir ausente em algum momento. É aí que o objeto entra em transição: para dar a criança a segurança momentos de afastamento da mãe.

Esse objeto a representa. ⠀

Por que os pequenos sofrem tanto quando os separa, mesmo que seja para uma lavagem.

Um objeto transacional é normal e completamente saudável, pois ajuda os pequenos a enfrentar a ansiedade e a frustração até os cinco anos. ⠀


Lembrando que algumas crianças não sentem necessidade de um objeto transacional, e está tudo bem! ⠀

E aí, seu filho já teve um desses? Conta pra gente!


#psicologia #psicologiainfantil #humanizar #psicologiabetim #objetotransicional #infancia #saudemental #desenvolvimento

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo