Crianças e o isolamento social


Nas últimas semanas estamos observando um aumento considerável de pais buscando atendimento psicológico para as crianças.⁠


As queixas são bem parecidas (salvo alguns casos) e envolvem mudança de comportamento, agressividade, desobediência, crises de choro, medo em excesso, irritabilidade, etc.⁠


Vamos falar de isolamento social. Todos nós sofremos uma mudança drástica na rotina em março com o alerta de pandemia.⁠


Desde então muitos estão em home office e as crianças deixaram de ter aulas presenciais (e algumas deixaram de ter aulas por completo).⁠


Fomos privados de qualquer atividade social e contato frequente com as pessoas.⁠


As lojas estavam todas fechadas e tudo o que fazíamos era de forma remota, online.⁠


As crianças passam o dia assistindo televisão, jogando em eletrônicos, brincando dentro de casa - muitas vezes sozinhas.⁠


Há um acumulo de energia que as deixa ansiosas, inquietas, irritadas, tristes.⁠


É muita informação para lidar, são muitas mudanças para se adaptar. Nós, adultos, estamos com dificuldade para lidar com essa nova rotina. Por que com as crianças seria diferente?⁠


É preciso ter calma e ajuda-los a expressarem os sentimentos, pois os recursos psicológicos das crianças são diferentes dos nossos.⁠


Muitas vezes as crianças não sabem identificar o que estão sentindo, então reagem com os recursos que têm: raiva, agressividade, medo, choro, desobediência...⁠


Precisamos dar voz a esses sentimentos e nomeá-los por elas. Depois de nomear ensinamos a lidar com eles.⁠


É importante buscar ajuda profissional nesses momentos.⁠

Atendemos crianças a partir de quatro anos.⁠

Agende um atendimento.⁠


E você, tem percebido alguma alteração de comportamento nos seus pequenos?⁠ .⁠ Conta pra gente!⁠

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo